[MatadorNetwork BR] 10 COISAS QUE VOCÊ SÓ PODE FAZER NO KERALA

[publicado em 18/08/2014]

10 COISAS QUE VOCÊ SÓ PODE FAZER NO KERALA

Com comida, roupas, calendário e língua própria, o Kerala difere tanto e em tantas coisas do resto do país que é um país a parte. Mas não deixe o clima praiano, a herança holandesa e portuguesa e a alta taxa de alfabetização (100!%) te enganar: nesse estado verde do sul, religiões convivem em harmonia, o chai quente e doce é consumido mesmo num calor de 40º e a água não fervida ou engarrafada é um perigo potencial para estrangeiros – a Índia com suas muitas glórias e vergonhas.

Fiz uma viagem pelo Kerala no começo desse ano. Foi minha primeira vez na Índia. Aliás, primeira vez na Ásia. Ora, melhor dizendo, foi minha primeira vez ao leste da Alemanha, primeira vez num voo com mais de 15 horas, primeira vez num país onde as mulheres cobrem o corpo na praia.

Foi uma experiência e tanto, claro. Me perdi caminhando por Trivandrum City, aprendi a comer usando a mão esquerda, me encantei com a gentileza das pessoas e me senti apta a voltar e explorar a Índia numa próxima oportunidade que, espero, não demore.

Também voltei obcecada pelo cheiro e sabor do cardamomo, com outro tom de pele, uma coleção de roupas de algodão leve e uma alergia no rosto e braços que levou dez dias e antialérgicos de uso controlado para ser curada. Mas isso é outra história.

Todas as fotos da autora, a não ser quando indicado.

1. Visitar “o templo mais rico do mundo”

Muitos templos do Kerala são fechados para não hindus e esse é o caso do Sree Padmanabhaswamy, na capital do estado Thiruvananthapuram (ou apenas Trivandrum). Cheguei só até a escadaria na frente, distância suficiente para admirar os fantásticos entalhes de sua torre branca. Lá dentro, dizem, há riquezas milenares doadas por visitantes, fiéis e governantes através dos séculos sob cuidado da família real de Trivandrum. Desde 2010 o tesouro tem sido inspecionado e as notícias mais recentes indicam que será aberto ao público para exibição. Lendas contam que das quatro salas de tesouro, três foram abertas para relevar bilhões em joias, ouro e relíquias. A última sala estaria protegida por serpentes venenosas, no melhor estilo Indiana Jones.

2. Refrescar as pernas vestindo um elegante lungi de algodão

Esse pedaço de tecido amarrado como uma saia acima dos joelhos usado apenas por homens é muito comum no sul da Índia, mas é onipresente no Kerala! Pode ser o calor, pode ser a praticidade. Repare como os homens ajustam seus lungis o tempo todo, sem jamais passar vergonha. Lungis podem vir em muitas cores, como o do agricultor na foto acima. Mas o tradicional do estado é de algodão branco – o mesmo tecido do sári das mulheres.

3. Dormir no alto de uma figueira na floresta de Wayanad

Casas em árvores não são exclusividade malayalam, é claro. Mas a Reserva Nacional de Wayanad, é. Dentro dessa espetacular reserva nas montanhas do leste do estado está ohotel Vythiri, que tem casas localizadas 20 metros acima do solo, sobre troncos de figueiras milenares. A vista é gloriosa e os avisos sobre não abrir janelas e não sair para o balcão de noite assustam menos que os barulhos no teto. É para os de coração forte. Esteja avisado.

4. Banquetear-se com o sadhya

A comida no Kerala é degustada com a mão esquerda, numa agilidade e graça que nós, rudes ocidentais, jamais conseguiremos alcançar. Tudo bem, é divertido tentar e o esforço é bem visto. Essa coleção de especialidades é uma mistura de arroz com pão crocante, ensopados, picles e curies, servida em pequenas porém infinitas porções sobre uma folha de bananeira, que você vai misturando e comendo aos poucos. É nutritivo, delicioso, inesquecível e, não, fora do Kerala não é igual.

5. Assistir uma apresentação de Kalari

A mais antiga arte marcial do planeta tem cinco mil anos de tradição e nasceu no Kerala. São movimentos firmes e inacreditavelmente ágeis, numa luta que é quase uma dança.

6. Mergulhar no tratamento ayurveda tradicional

A história da medicina aiurvédica começa no Kerala com os guerreiros Kalari, que usavam o tratamento, baseado em essências de ervas, dietas rígidas e massagens vigorosas com óleos e vapores, como parte de seu treinamento. A ayurveda é a medicina oficial do Kerala e mais de 90% da população conta com essa prática ancestral rotineiramente.

Além disso, hotéis oferecem massagens ayurveda como atrativo para turistas (mulher com mulher, homem com homem) e existem resorts de desintoxicação e tratamento em toda a costa do estado – dizem que a época ideal é durante a temporada de monções, mas esteja avisado: não é como estar num spa, é um tratamento sério e bastante rigoroso.

7. Conhecer as “montanhas azuis” de Munnar

Munnar é uma das três principais regiões produtoras de chá da Índia, atrás de Assam e Darjeeling. Como todas as estações de chá do país, foi implantada pelos ingleses e ainda hoje exporta variedades de torra da Camellia sinensis para todo o mundo. É uma região de fazendas com uma pequena cidade de clima ameno. A cada doze anos as montanhas ficam cobertas pela floração da Neelakurinji, uma flor azul que dá o nome pelo qual a região é conhecida: as montanhas azuis.

8. Relaxar sem culpa a bordo de uma casa barco

Os remansos do Kerala, conhecidos como backwaters, são como se o Amazonas encontrasse a Bahia em câmera lenta. Tudo é verde, exuberante e tranquilo… muito tranquilo. As casas-barco que abundam nos rios são antigos barcos de transporte de arroz e demais mercadorias que seguiam para os portos. Hoje, são atração turística, com tripulação, cozinha, quartos privativos e uma vista que parece nunca mudar: sempre água, sempre verde.

9. Caminhar pela história de Fort Kochi

Trivandrum é a capital, mas Cochi é a cidade mais importante do estado. É também um paraíso amantes de história: seu porto já era rota de comércio com árabes e chineses em 600 DC, mercadores judeus ocupam suas ruas desde pelo menos o sec XII, Colombo, Vasco da Gama e Cabral passaram ali.

Hoje, Fort Kochi é o bairro antigo da cidade, alvo de turistas e o lugar ideal para gastar uma semana num fim de viagem pela Índia. Primeiro porque se perder de bicicleta por suas ruelas cheias de lojas, galerias de arte, cafés e livrarias é um prazer. Segundo porque aqui você encontra absolutamente qualquer coisa que tenha visto na Índia e queira levar para casa tecidos, joias, chás, temperos, antiguidades.

10. Tomar café na Indian Coffee House de Trivandrum City

Essa rede gerenciada pelos funcionários em esquema de cooperativa está em toda a Índia, mas a loja de Trivandrum City, ao lado da estação de trem, é singular: um prédio redondo pintado de vermelho, com pequenas janelas triangulares. Por dentro, uma longa rampa circular liga mesas e cozinha.

Não é exatamente um local tranquilo para tomar café e deixar o tempo passar, mas vale a aventura de sair daqui, atravessar a linha do trem e desembarcar no Chalai Bazar e encontrar o caminho até os portões do East Fort.

Eu viajei para o Kerala a convite do Departamento de Turismo do estado em março de 2014. Visite o site do KeralaTourism para saber mais sobre hospedagem, tours e atrações da região: https://www.keralatourism.org.

About gaia passarelli

Freelance writer and traveler, based in Sao Paulo, Brazil.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: