The xx para Folha de São Paulo

[Publicado na Ilustrada impressa em 23/10/2013]

The xx

23/10/2013 – 03h25

The xx toca seu som ‘urbano e sensível’ no Rio e em São Paulo 

GAÍA PASSARELLI
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

“Qualquer música pode ser pop. É a resposta que dou quando canso de responder sobre música pop.”

Por telefone, Oliver Sim parece entediado. Ele acabou de chegar à Cidade do México para a turnê de “Coexist”, segundo disco de sua banda, The xx. O grupo toca amanhã, no Rio, e no sábado, em São Paulo, como atração do Popload Festival.

É fácil não reconhecer uma foto do tímido trio formado também por Romy Madley Croft e Jamie Smith, todos ingleses com cerca de 23 anos. Mas é injusto dizer que The xx é para aficionados em novidades musicais.

As canções de batidas espaçadas fizeram sucesso com o disco de estreia, homônimo, em 2009, e foram parar em campanhas publicitárias e na trilha sonora do filme “O Grande Gatsby”.

Alfredo Estrella/AFP
The xx durante apresentação no México em 12 de outubro
The xx durante apresentação no México em 12 de outubro

“Começamos a viajar como banda aos 18 anos e fizemos isso até os 21”, diz Sim. Entre o primeiro e o segundo disco pararam para “viver e buscar inspiração” em Londres. “É uma cidade incrível. A música está sempre progredindo, em movimento.”

Urbana e sensível, eletrônica e palatável, as canções do grupo trazem referências que são esperadas de alguém com uma década de vida a mais –Sim cita The Cure e Durutti Column como as bandas que ouvia antes de se apaixonar pelo R&B de Aaliyah e En Vogue e por música pop. “Falo abertamente sobre meu amor por Beyoncé. Ela é a maior performer da nossa geração.”

Sim e Croft escrevem e cantam letras simples, que parecem emular sentimentos entre um e outro. Amigos desde a infância, fizeram um pacto para sempre cantarem juntos. “Nenhum dos dois tinha confiança para cantar sozinho. Com o tempo cada um passou a cantar uma parte.”

O terceiro membro, Jamie Smith, trabalhou com Drake e Rihanna na música “Take Care”, e assina remixes para Adele e Florence Welch. “Jamie tem um conhecimento de como uma canção é estruturada,” diz Sim. “Ele nos tornou realmente uma banda.”

São as batidas de Smith que sustentam o tímido e minimalista show do trio. “Gostamos de estar no palco agora, mas levou um tempo até aprendermos a curtir. Ninguém aqui é um performer natural.”

THE XX NO RIO
QUANDO amanhã, às 22h
ONDE Vivo Rio (av. Infante D. Henrique, 85; tel. 0/XX/21/2272-2901)
QUANTO de R$ 300 a R$ 600
CLASSIFICAÇÃO 18 anos

POPLOAD FESTIVAL EM SÃO PAULO
QUANDO sáb., 21h.
ONDE HSBC Brasil (r. Bragança Paulista, 1.281; tel. 0/XX/11/5646-2120)
QUANTO de R$ 240 a R$ 800
CLASSIFICAÇÃO 14 anos

PROGRAMAÇÃO DO POPLOAD FESTIVAL
Silva 21h
The Virgins 22h
The xx 23h30
Aldo 1h
Joe Goddard (Hot Chip) 2h

About gaia passarelli

Freelance writer and traveler, based in Sao Paulo, Brazil.

One comment

  1. Rafael

    The Virgins foi cancelado (alegaram vistos e afins), Yuck tocará no Popload Festival também.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: