Zico e Chico para Ilustrada/FSP

Folha de São Paulo 14/04/2013: casa na Zona Norte de São Paulo guarda arquivo grandioso da musica brasileira em vinil.

Image

 

4/04/2013 – 02h27

Loja guarda maior acervo de vinis em São Paulo

PUBLICIDADE

GAÍA PASSARELLI

COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

Desde 2000, mais de 4.000 lojas de discos fecharam as portas nos EUA, um reflexo do aumento da troca de arquivos digitais na internet. Mas o baque não foi suficiente para decretar a morte do formato.

Feira de vinis reúne centenas de lojas e lança itens exclusivos

Desde 2007, por iniciativa de pequenas e grandes lojas, acontece no terceiro domingo de abril o Record Store Day. Neste ano, o “dia da loja de discos” acontecerá no próximo dia 20.

A ideia de loja de discos como um lugar de descobertas, a principal bandeira da comemoração, está viva em uma rua do Jaçanã, zona norte de São Paulo, onde dois amigos guardam as maiores relíquias do vinil brasileiro, que não raro chegam a quatro dígitos quando à venda.

Cinco minutos de conversa com Zico e Chico, como são conhecidos Ezequiel Souza e Francisco de Carvalho, bastam para deixar boquiaberto qualquer entusiasta do vinil.

O acervo de 50 mil discos foi montado em garimpagens feitas nos últimos 15 anos. As vendas são negociadas por e-mail ou telefone. As visitas têm sempre hora marcada.

Alguns desses achados estarão à venda hoje na Feira do Vinil, que adianta o Record Store Day em São Paulo.

Lá, Zico e Chico exporão originais como o disco homônimo de Gerson King Combo, lançado em 1970, além de “Racional, Vol. 1” de Tim Maia, de 1975, obras que DJs e produtores estrangeiros disputam no tapa em sebos e lojas europeias e americanas.

“O que nos diferencia é a qualidade”, se gaba Ezequiel Souza. A tal excelência, que já atraiu nomes como o aclamado produtor americano Diplo, vem do conhecimento e do gosto musical da dupla, que se conheceu comprando discos em feiras de rua do centro de São Paulo.

Adriano Vizoni/Folhapress
Ezequiel Souza possui um dos maiores acervos de vinil e é um dos principais vendedores de discos raros do Brasil
Ezequiel Souza possui um dos maiores acervos de vinil e é um dos principais vendedores de discos raros do Brasil

O PRIMEIRO DO REI

Souza se esquiva quando o assunto é o valor dos discos mais raros que já vendeu. Esconde o milagre, mas revela o santo: “O mais caro foi o primeiro de Roberto Carlos”.

Lançado em 1959 e renegado pelo cantor até hoje, o EP tem duas músicas, “João e Maria” e “Fora do Tom”, em que ele emula timbres de bossa nova, a moda da época.
Mas o prazer do vendedor é mesmo indicar o que considera grandes discos injustamente esquecidos.

É quando aproveita para exibir, por exemplo, o único exemplar de “Bango”, gravado em 1971 pela banda de mesmo nome.

“É um disco riquíssimo, que mistura psicodelia com progressivo. Quase ninguém conhece”, aponta.

FEIRA DE VINIS
QUANDO hoje, das 11h às 19h
ONDE rua Wanderley, 795, Perdizes; tel. 0/xx/11/3862-0622

ZICO E CHICO
CONTATO tel. 0/xx/11/2243-7403

About gaia passarelli

Freelance writer and traveler, based in Sao Paulo, Brazil.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: