Perfil: Elton John para MTV1

Elton John

UM GRANDE CARA: ELTON JOHN

Postado Gaia Passarelli // elton john

Cantor, compositor, pianista e produtor talentoso. Amigo de Lady Di e Lady Gaga. Influência para gente como Killers e Scissor Sisters, George Michael e Coldplay. Elton John é um dos mais interessantes personagens da cultura pop.

De quebra, é um dos artistas que mais arrastou multidões para shows no mundo, teve hits no TOP 40 durante todos os anos entre 1970 e 1994, gravou uma quantidade espantosa de discos (seu 31º álbum de estúdio sai esse ano) e foi um dos primeiros artistas a assumir sua homosexualidade para a mídia.

Esse senhorzinho fora de forma que você vê hoje tem no histórico a dramática ‘Candle in the Wind’, homenagem à Princesa Diana que se tornou uma das canções mais bem-sucedidas de todos os tempos.

Isso e a trilha-sonora do filme O Rei Leão. E um título de Sir. E hits pop em quantidade suficiente pra encher coletâneas em CD triplo.

Mas isso é o hoje. Durante muito tempo, Elton John foi um cara incansável, que tocava piano usando figurinos doidões.

Influenciado pelo piano de Jerry Lee Lewis e pela musicalidade melodiosa dos Beatles, o inglês baixinho e rechonchudo com treinamento em música clássica chamado Reginald Keneth Dwight acrescentou à fórmula o élan glamuroso e surreal de um Liberace moderno e criou seu nome usando dois de seus ídolos do blues inglês: Long John Baldry e o saxofonista Elton Dean.

O resultado foi uma personagem original, que desafia a idéia que se tem de um rock star. Ou você imagina Mick Jagger numa roupa rosa colante batendo um papo com a Miss Piggy?

O estopim da criatividade de John foi o contato com o Bernie Taupin, autor das letras de boa parte de sua produção. A dupla, que se conheceu através de um executivo de gravadora nos anos 60, teria uma relação de amor e ódio ao longo das décadas. Em entrevista, John descreve a relação como “quase mágica”: Taupin escrevia as letras e John não tinha dificuldade alguma em colocar a melodia por cima, às vezes em questão de minutos. Essa gravação, uma demo de 1968, é um exemplo dos primeiros esforços da dupla:

Em 1969, amargando o fracasso de seu primeiro disco, eles entraram em estúdio para gravar o segundo álbum, com novos produtores e arranjadores. A experiência foi tão bem sucedida que rendeu dois discos inteiros. Cheios de orquestrações e com um som original e grandioso, ‘Elton John’ e ‘Tumbleweed Connection’ foram lançados em 1970 e mostraram o caminho certo.

A fase 70s de John, acompanhado de Taupin como letrista (mesmo quando não é creditado) é incrivelmente prolífica. Todos os sete álbuns lançados até 1976 chegaram ao topo das paradas. Nessa fase estão canções brilhantes como ‘Crocodile Rock‘, ‘Daniel‘, ‘Rocket Man‘, ‘Bennie and the Jets‘ e essa aqui:

A popularidade de John sofreu um golpe quando ele se assumiu bissexual (ele corrigiria a declaração mais tarde para homossexual) durante uma entrevista em 1976. Amargando o abandono de parte dos fãs e a exaustão pelo excesso de shows e gravações, ele prometeu parar com as apresentações ao vivo e lançar apenas um álbum por ano. Ao mesmo tempo, começou a trabalhar com outros letristas.

Mas ele voltou logo, e a década de 80 foi bem generosa com Elton John. Otributo a John Lennon, baladas como ‘Blue Eyes’ e hits pop como ‘I’m Still Standing‘ garantiram que a geração MTV tivesse sua cota de canções pop baseadas em piano e letras pessoais.

São dessa época um punhado de canções que tenho certeza que você conhece como ‘Nikita‘, ‘I Don’t Want to Go on with You Like That‘ e uma favorita pessoal minha:

Foi uma era e tanto, finalizada com uma série de shows recordistas de público no Madison Square Garden, em Nova York, e com um concorrido leilão de seus figurinos e memorabilia.

Elton John só voltaria à cena depois de realizar tratamentos para combater a bulimia, alcoolismo e vício em cocaína, além de calvíce, nos anos 90. Nessa década ele ganharia um Oscar pela trilha-sonora do desenho animado da Disney, ‘O Rei Leão’ e lançaria uma série de discos e tours, sempre bem-sucedidos. Prova do poder que Elton cerca de vinte anos depois da sua fase mais criativa são estão nas cenas do documentário ‘Tantruns and Tiaras’, feito por seu companheiro David Furnish em 1996, com cenas de bastidores da tour Made in England.

https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=xwLlDfGoqL4

Hoje Elton John, que prepara o lançamento de disco para esse ano, se mantém ocupado. Não faz muito tempo, em 2011, sua tour passou pelo Brasil, no festival Rock in Rio. A Elton John Foundation, que investe em pesquisas relacionadas à cura da AIDS, o aproximou de Lady Gaga. A dupla esteve no palco do Grammy 2010 num dueto/medley de canções como ‘Poker Face’ e ‘Your Song’.

Mas Lady Gaga é filhote de Elton John setentista e que a dupla faça amizade é quase que esperado. Legal mesmo será ouvir a musica dele no disco do Queens of the Stone Age.

Sim, como o Chuck conta aqui, o QOTSA tem vários convidados especiais no novo disco, e Sir Elton John é um deles. Segundo relatos caçados na internet, a colaboração não é exatamente uma balada.

Bônus: ‘Candle in the Wind’ é originalmente uma canção sobre Marilyn Monroe, que Bernie Taupin escreveu quando a atriz morreu, nos anos 60. Aqui está a original.

About gaia passarelli

Freelance writer and traveler, based in Sao Paulo, Brazil.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: